notícias
covid-19

São Paulo, 10 de Outubro de 2020

Cartões-postais de todo o país reabrem e já recebem turistas

 A reabertura das visitações acontece aos poucos, ancorada na adoção de protocolos de segurança e medidas de proteção contra a Covid-19

Outubro chegou e com ele a reabertura de vários destinos turísticos pelo país, claro que respeitando todos os protocolos de biossegurança e distanciamento social para proteção contra a Covid-19. A retomada das atividades turísticas nos quatro cantos do Brasil segue uma série de medidas de segurança, como as estabelecidas pelo selo Turismo Responsável, desenvolvido pelo Ministério do Turismo e validado pela Anvisa.

Atração pioneira na Serra Gaúcha, os famosos bondinhos aéreos da cidade de Canela (RS) agora abrem todos os dias, das 9h às 17h. São três estações disponíveis no Parques da Serra Bondinhos Aéreos em meio a montanhas e vales, com vista, inclusive, para uma das paisagens mais deslumbrantes do país: a Cascata do Caracol, um dos pontos turísticos mais visitados da região e a principal atração do Parque do Caracol.

Um importante cartão-postal de Brasília, o Pedalinho do Parque da Cidade (Parque da Cidade Dona Sarah Kubitschek), também reabriu e inovou: até o final do mês promove eventos com música, cinema e teatro a bordo de boias gigantes de bichos ancorados no laguinho do parque. Quem mora ou visita à capital federal, a partir deste mês, também já pode acessar outro importante ponto turístico: o mirante da Torre de TV de Brasília, que estava fechado para reformas. Com entrada gratuita, funciona de quinta a domingo, das 12h às 18h.

Quem também reabriu oficialmente ao público neste mês foi o Parque Aquático dos Laranjais, em Olímpia (SP). São mais de 50 atrações oferecidas, entre piscinas e toboáguas, seguindo os cuidados preconizados pelas autoridades de saúde. O parque funciona diariamente das 9h às 17h, limitando a entrada do público em 40% da sua capacidade.

Um dos principais destinos do país quando se trata de ecoturismo e turismo de aventura, o Parque Estadual do Jalapão, no estado do Tocantins, também foi reaberto em outubro. Fechado desde março devido a pandemia, a reabertura se dá após a adoção de protocolos de segurança para proteção dos turistas. São 34 mil km² de paisagem com clima de savana, cortada por rios, riachos e ribeirões de águas transparentes e potáveis. Chapadões, serras, dunas de 40 metros de altura, nascentes, fevedouros e formações rochosas. O Jalapão reúne tudo isso.

“O setor turístico tem o apoio do Governo Federal, por meio do Ministério do Turismo, para a retomada segura das atividades atendendo aos protocolos sanitários. Assim, de forma segura e responsável, os cartões-postais do país estão aptos a reabrirem e servirem ao povo brasileiro, movimentando a economia e contribuindo para a geração de empregos e recuperação do país”, declarou o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio.

CAMPANHAS - O estado do Amazonas, por sua vez, lançou, neste mês, uma campanha digital com vídeos promocionais para divulgar o estado como um destino seguro para turistas brasileiros e, porque não, estrangeiros, no período pós-pandemia. As peças compõem a campanha “Amazone-se” pela retomada do turismo local e apresenta aos brasileiros e ao mundo os principais atrativos turísticos do estado. Alguns destes destinos, inclusive, são tombados como patrimônio histórico nacional, como o Teatro Amazonas, o mercado Adolpho Lisboa e a Praça Dom Pedro II.

O mês de outubro também começou com novidades para os turistas que buscam as belezas da Bahia. No Dia Mundial do Turismo (27.09), a prefeitura de Salvador também lançou a campanha “Vem meu Amor” para mostrar que a capital baiana adotou protocolos de saúde e medidas de segurança contra a Covid-19 e que está pronta para receber turistas. O vídeo promocional alterna cenas de alguns dos principais pontos turísticos da cidade, como o Pelourinho, e de estabelecimentos demonstrando a adoção de iniciativas sanitárias.

SELO – Lançado em junho deste ano, o selo Turismo Responsável e Seguro é uma das iniciativas do Ministério para incentivar incentivo a retomada das atividades no país. O selo Turismo Responsável estabelece boas práticas de higienização para cada segmento do turismo, desde meios de hospedagens e restaurantes a agências de turismo e organizadoras de eventos.

É também um incentivo para que os consumidores se sintam seguros ao viajar e frequentar locais que, declaradamente, cumprem os protocolos específicos para prevenção da Covid-19, posicionando o Brasil como um destino seguro e responsável. Atualmente, já são mais de 22 mil os estabelecimentos que aderiram a iniciativa em todo o país.

Comunicação / Ministério do Turismo