antropologia

Como faço para ter o respeito das pessoas?

Pessoas polidas e educadas têm relatado sentir bastante desconforto na convivência com colaboradores, chefes, colegas de trabalho, atendentes, clientes, fornecedores e mesmo amigos. “As pessoas parecem confundir a minha forma polida e educada de falar e agir e passam a me tratar com desrespeito e desatenção” relatou um gestor.

“Noto que pessoas grossas, rudes e sem educação são sempre mais bem atendidas que pessoas polidas e educadas” afirmou um consultor de varejo.

“Confesso que terei que mudar minha forma de gerenciar. Como procuro ser polida e educada, sinto que meus subordinados passaram a não me respeitar, não cumprir prazos e metas. Eles parecem confundir minha forma alegre e educada de ser e perdido o respeito e a noção de hierarquia em meu departamento” relatou uma gerente.

“Professor, tive que gritar e falar duro com um fornecedor, pois ele confundiu minha constante compreensão pelos problemas que me reportava, com total descaso no atendimento à nossa empresa” comentou um comprador de empresa de logística.

Tenho ficado impressionado ao escutar esses relatos que me chegam a todo momento. Pessoas que dizem não poder ser polidas e educadas pois as outras pessoas confundem tudo e perdem o respeito.

Ouvi um relato de uma colaboradora que afirmou que seu chefe confundia sua maneira solícita de atendê-lo como uma forma de assédio. Ela ficou totalmente pasma  ao ouvir de uma terceira pessoa que seu chefe havia comentado que ela (colaboradora) deveria estar apaixonada por ele (chefe) de tão bem que o tratava.

 

As perguntas que me ficam são: será que não poderemos mais ser pessoas polidas e educadas? Será que teremos que ser rudes e mal-educados para podermos ter o respeito e a consideração das pessoas? Será possível existir a possibilidade de alguém ser uma pessoa “educada demais”?

Pense nisso. Sucesso!