antropologia

2020: Um ano promissor

2020 tem tudo para ser um ano promissor.

Segundo a pesquisa “Agenda 2020: Expectativas do empresariado para o País e os seus negócios”[1]  realizada em dezembro de 2019 pela Deloitte Touche Tohmatsu, uma das maiores e mais respeitadas empresas de consultoria do mundo, 71% dos empresários brasileiros veem o ano de 2020 como positivo para os negócios. “A retomada dos investimentos e o aumento dos empregos, de acordo com as respostas da pesquisa, confirmam a expectativa positiva de 07 em cada 10 empresas para 2020.” afirma o relatório da Deloitte que continua mostrando que “Um número considerável de empresas demostra disposição para ações estratégicas de maior risco em 2020, como aquisições de outras organizações, marcas ou produtos.”

Até o momento essa é a pesquisa de maior representatividade das principais empresas atuantes no Brasil sobre as expectativas para os negócios em 2020. “Os percentuais de empresas que deverão expandir seus negócios em 2020 refletem confiança e expectativa positiva para investimentos que demandam mais tempo e recursos. Se, em 2020, a economia apresentar condições melhores que o ano anterior, o número de empresas realizando expansões dobrará.” afirma o relatório.

Nas consultorias que prestamos e nos frequentes contatos com investidores nacionais e estrangeiros temos exatamente o mesmo diagnóstico: 2020 se apresenta como um ano muito promissor para os negócios.

Assim, meu conselho é que você não fique parado. Mesmo que sua visão não seja tão positiva, cuide para não perder as oportunidades que surgirão. Saia de sua empresa. Vá ao mercado. Participe desta visão positiva e veja onde você, como empresa e como profissional poderá se encaixar, crescer e vencer.

Estamos na era dos ágeis, dos velozes, dos antenados no futuro e dos que acreditam nas vantagens comparativas do Brasil frente ao mundo.  Esses vencerão!

Pense nisso. Sucesso!

PENSE NISSO:

  • Se sete em cada dez empresários acreditam que 2020 será um ano positivo e estão fazendo planos para crescer, cuidado para não ficar do lado errado;

  • A pesquisa da Deloitte, mostra que 1/5 das empresas estão dispostas a contratar, independentemente do cenário. Isso indica uma recuperação dos empregos;

  • Porém, se o cenário for melhor do que em 2019, a parcela de empresas dispostas a aumentar o quadro de funcionários mais que triplica em 2020.