top of page
sp
bar

São Paulo, 24 de Maio de 2024

Drosophyla Bar completa 38 anos

O charmoso casarão no centro de São Paulo comemora 38 anos com welcome drinks, guest bartender e performance.

A festa começou com welcome drinks de licores especiais da Schluck @schlucklicores (6 premiações no concurso mundial de Bruxelas) e a recém lançada Cerveja Jaspion @prius.ind / @tokyofoodsbr (Lager com toque oriental, com lúpulo japonês Sorachi Ace que apresenta notas de limão e chá verde), com opção de degustação da cerveja e do Somek (drink coreano elaborado com cerveja Jaspion, Soju e Soda).

O bar pegou fogo com o Guest Bartender liderado por Kleiton Martins @martins_apotecario – chef barman do Drosophyla e 5 espetaculares bartenders convidados: Adriana Pino @dripino, Marquinhos Felix @marquinhos_felix, Fatinha Afonso @fatinha.afonso_, Viviane Puerta @vivianepuerta e Edu Tavares @edu__tavares. A cada hora uma dupla preparou uma seleção de drinks autorais utilizando o Gin Jardim Botânico @jardimbotanicogin e licores especiais da Schluck.

A trilha sonora foi comandada pelo Will Robson @scratchkid (DJ e produtor musical, discotecou em casas noturnas

como D-Edge, Ampgalaxy, Hotel Unique, Urbano Club, Sonique, Casa do Castelo/Portugal, entre outras festas icônicas. Will dividiu as pick-ups com 3 DJs convidados (Bobay @robertstanleyadair, PC Phoênix @djpcphoenix e Jac Júnior @jacjunior.dj).

E para fechar a noite com muito glamour e sensualidade, Lídia Café da Manhã @vedetematinal fez a famosa apresentação burlesca, que faz sucesso todas às terças no Cabaré Drô.

A história do Drosophyla

O Drô nasceu em 1986, mineirinho de Belo Horizonte, estreou de forma tímida em uma garagem que não disponha nem de banheiro, após um ano o imóvel foi vendido e o bar mudou-se para um apartamento em uma região inóspita, que logo se transformou em um point de artistas, impulsionado pelas atrações e performances que o bar apresentava. O espaço novamente foi um sucesso e devido ao aumento de público teve que se mudar para um imóvel com mais estrutura, um galpão dos anos 30, e a programação foi ampliada com shows de bandas de sucesso, entre elas, o lançamento da banda Jota Quest. Frequentado por muitos artistas famosos, inclusive os saudosos integrantes do Mamonas Assassinas.

Em 2002 o mineirinho chega em São Paulo, todo trabalhado na ousadia. O Drosophyla – Sensation Bizarre o primeiro bar ‘descolado’ aberto na região do Baixo Augusta. O ambiente inusitado, moderno e atemporal, impactou os paulistanos e em pouco tempo, o bar se transformou em referência na noite paulistana. Destaque na mídia nacional e internacional com matérias publicadas em veículos como as Revistas Wallpaper (Londres) e Ideat (França), recebeu várias premiações e foi eleito um dos 100 melhores bares do mundo (worldsbestbars.com). Durante 13 anos a casa descolada na rua Pedro Taques, foi ponto de encontro, festejou inúmeras comemorações, fez parte de inicios de namoros, casamentos…Histórias que fazem parte da vida de muitos frequentadores.

E novamente a casa do Drô foi vendida, em 2014 a proprietária Lilian Varella iniciou mais uma aventura em busca de um novo espaço que superasse o anterior, dotada de sensibilidade impar e alma artística, descobriu um casarão na Praça Roosevelt (construído em 1920), em estilo cottage com influência germânica, projeto do arquiteto Adelardo Soares Caiuby. A casa abandonada há mais de 25 anos, estava em ruínas.

O restauro foi longo e com muitos entraves, devido o imóvel ser tombado pelo Patrimônio Histórico, após 18 meses e muito investimento, o casarão renasce e inicia mais uma trajetória.

E, desta vez, o objetivo de Lilian Varella era oferecer uma viagem no tempo, onde é possível transitar entre o passado e o presente e proporcionar uma experiência surpreendente, e assim surge a 5ª versão – O Drosophyla Madame Lili (Lili Wong – personagem fictícia que inspirou a empresária na escolha do conceito do bar) abre as portas em 2015 do lindo casarão 100% restaurado, que apresenta em seu glamoroso interior a atmosfera e a forma opulenta de como vivia a burguesia da época. Destaque para as pinturas nas paredes da sala principal, os lustres do térreo originais e o piso incrível no estilo marchetaria, constituído por um mix de madeiras brasileiras nobres. A decoração retrô e aconchegante possui sofás espalhados nos ambientes, itens garimpados pelo mundo afora, principalmente da China, iluminação amena e aroma característico de canela que invade delicadamente os espaços e aflora os sentidos.

Roberta Coelho

PublicidadeRodapéSP.jpg
bottom of page