eventos lide
fórum

Prêmio Startup, ao final do encontro, reconheceu a proposta mais inovadora 

Cases de sucesso, o desafio da sucessão familiar e investimentos em tecnologia e inovação foram os principais assuntos debatidos durante o 10º Fórum LIDE de Empreendedores, realizado na Concept, em São Paulo, no dia 23 de Novembro. O evento reuniu líderes empresariais e reconheceu a melhor startup em atividade no País.  

"Certamente é o encontro mais vibrante do LIDE", afirmou o chairman do LIDE, Luiz Fernando Furlan, na abertura do encontro. O diretor-executivo do Grupo Doria, João Doria Neto, destacou os momentos de "inspiração e exemplo" na troca de experiências possibilitada pelo fórum, que reuniu os debatedores em quatro arenas de exposição e discussão.  

Sobre sucessão, o presidente do Sistema Educacional Brasileiro (SEB), Chaim Zaher, defendeu a inserção dos filhos no ambiente de trabalho dos pais durante infância e juventude. "Pelo menos, eles conseguem ver desde cedo se gostam ou não. E, quando decidirem, você tem que delegar. O jovem de hoje quer fazer e temos que acreditar nele."  

A filha do empresário, Thamila Zaher, atual diretora-executiva do SEB, falou sobre o equilíbrio nesse processo de passagem de bastão. "A sucessão é uma história compartilhada e não é para amadores. É para quem acredita no negócio. Não é a mesma coisa que ser herdeiro, por isso defendo a gestão híbrida desde o começo para que seja algo saudável", afirmou.  

Ao falar sobre inovação, o CBO e cofundador da PicPay, Diogo Roberte, incentivou que as empresas desenvolvam e apresentem o real propósito de existir às pessoas. Opinião compartilhada pelo fundador e CEO da Zaitt, Rodrigo Miranda. "Muita gente cria uma trajetória própria, mas a resiliência dentro da sociedade é essencial", declarou. 

 

Para o fundador da Natural One, Ricardo Ermírio de Moraes, o empreendedorismo vive atualmente uma nova era e é preciso acompanhar as reais demandas do mercado e dos clientes, além de acreditar verdadeiramente no negócio para que a ideia possa deslanchar. "Além de ser apaixonado, você tem que ser um bom vendedor", disse.  

Em outro case de sucesso, o vice-presidente do Grupo Hapvida, Candido Pinheiro Junior, compartilhou os bastidores da trajetória que fizeram da companhia uma referência no país. "A mudança tem que vir do líder, de cima pra baixo, em toda a empresa, familiar ou não. E hoje a gente só precisa de uma coisa no Brasil: que deixem o empresário trabalhar." 

Na apresentação especial, o jornalista da CNN Brasil, Phelipe Siani, que também é empresário, defendeu o investimento em comunicação em pequenas e grandes corporações. "Não adianta a gente ter a maior a empresa do mundo se não sabermos comunicar de maneira correta. Por isso, temos que contar com a ajuda profissional." 

Startups rumo ao bilhão  

Na última arena do evento, executivos de três startups compartilharam experiências de como conseguiram alcançar bons resultados, tanto em valor como em reconhecimento. Participaram do debate o cofundador da Grow, Marcelo Loureiro; o CEO e fundador da LABI Exames, Marcelo Noll Barboza; e a vice-presidente executiva da Gympass, Priscila Siqueira.  

"A gente quer desenvolver a cidade para as pessoas. A micromobilidade chegou para ficar", disse Loureiro. Barboza afirmou que o mais importante para uma jovem companhia é entender o quanto de impacto está gerando na sociedade. "Defendo o engajamento e a humildade. Isso, certamente, é o mais importante", complementou Priscila Siqueira.  

Os debates antecederam a entrega do Prêmio Startup. A vencedora foi a EkonoWater, que propõe reaproveitamento de água em banheiros de residências e empresas. A jovem empresa foi escolhida por votação entre os convidados do evento. Também participaram da disputa Trigg, que propõe solução em saúde, e Quattro, de logística. 

CDN Comunicação Corporativa