review
automóvel

Honda City EXL CVT

Melhores resultados a cada ano da versão top do sedã "compacto" da marca

Avaliação SP24h

Desempenho

Design

Conforto

Segurança

Dirigibilidade

Consumo

Motor

Câmbio

Tecnologia

Porta Malas

Multimídia

Acabamento

Acessórios

O novo City, maior, mais equipado e mais econômico que o modelo lançado em 2009. Além do visual revigorado, o sedã trocou a transmissão automática de quatro marchas por uma caixa CVT. O conhecido motor 1.5 VTEC continua presente, mas quem abrir o capô notará algumas mudanças como que não há mais subtanque de partida a frio, agora o City conta com sistema de aquecimento dos injetores, tecnologia que a Honda chama de FlexOne, como no Civic. Além disso, o cabeçote foi redesenhado, e o coletor de admissão não é mais de alumínio – trocou o metal pelo plástico injetado. Também o mapa da injeção eletrônica foi refeito, o que elevou o torque de 14,8 mkgf a 4 800 rpm para 15,3 mkgf na mesma rotação. Na pista, o desempenho melhorou, se compararmos com o City anterior.

Bem equipado nessa versão mais cara, o City ainda oferece equipamentos que rivais não possuem, como os próprios faróis em LED. Ele recebe bem quatro ou até  cinco pessoas. A posição de dirigir é confortável e tem um ótimo porta-malas. O acabamento dessa versão é bem feito, mas tem pontos que poder ser melhorados. Materiais são de qualidade e os painéis táteis (da central e do ar-condicionado) são itens tratados como diferenciais.

Outra evolução está no sistema multimídia, que agora tem Bluetooth, visor digital de 5 polegadas e câmera de ré. Uma porta USB “oficial” para conectar seu smartphone com todas as funções, ao lado de uma entrada auxiliar e uma tomada de 12 V. 

Na prática, o City agrada pela proposta e não é má escolha para quem quer comprar um sedã compacto premium.

Galeria de fotos

Ficha Técnica Honda City EXL CVT

MOTOR: Dianteiro, quatro cilindros, 16 válvulas, 1.497 cm3, comando de válvula simples no cabeçote, corrente, injeção multiponto e combustível flex;

POTÊNCIA/TORQUE: 116 cv (álcool) e 115 cv (gasolina) de 6500 rpm máximo; Torque: 15,3 kgfm (álcool) e 15,2 kgfm (gasolina) a 4.800 rpm;

TRANSMISSÃO: CVT de 7 marchas e tração dianteira;

SUSPENSÃO: Independente McPherson;

DIREÇÃO: Elétrica;

RODAS E PNEUS: Liga Leve aro 16" com pneus 185/55 R16;

FREIOS: Dianteiros a disco e traseiros a tambor;

PESO: 1.520 kg;

DIMENSÕES: Comprimento 4.455 mm, largura 1.695 mm, altura 1.485 mm, entre eixos 2.600 mm;

CAPACIDADES: Tanque 46 litros, porta-malas 485 litros;

CONSUMO: Urbano: 8,5 Km/l (álcool) e 12,3 Km/l (gasolina) / Rodoviário: 10,3 km/l (álcool) e 14,5 km/l (gasolina);

PREÇO: R$ 85.800,00 (+ opcionais).