eventos lide
next liderança + inovação

LIDE Next reúne especialistas nacionais e internacionais para

debater inovação e liderança na construção do futuro

Evento contou com palestra do Paul Daugherty, CTO da Accenture Global e autor do livro

Humano + Máquina – Reinventando o trabalho na era da Inteligência Artificial

Paul Daugherty, CTO da Accenture Global, durante LIDE Next Liderança+Inovação

O LIDE Next reuniu CEOs, presidentes e lideranças corporativas para debater inovação e liderança na construção do futuro. Jorge Nóbrega, presidente executivo do Grupo Globo, Paulo Caffareli, CEO da Cielo, Pedro de Godoy Bueno, presidente da DASA, Carlos Safini, vice-presidente de Tecnologia e Transformação da Kroton, e Paul Daugherty, Chief Technology & Innovation Officer Global da Accenture, abriram os três principais painéis do evento realizado pelo LIDE – Grupo de Líderes Empresariais nesta quarta-feira, 18 de setembro, no hotel Palácio Tangará, em São Paulo.

 

O primeiro painel, sobre “Negócios versus Plataformas”, moderado por Leonardo Framil, presidente do LIDE Tecnologia, e Luiz Fernando Furlan, chairman do LIDE, contou com a participação do presidente da Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein, Sidney Klajner, além dos executivos do Grupo Globo e da Cielo. “Temos uma geração totalmente acostumada a lidar com a tecnologia e outra que precisa se adaptar a essa nova realidade. Com isso, é ainda mais necessário termos como objetivo a experiência do cliente”, disse Paulo Caffareli.

 

No mesmo painel, Jorge Nóbrega enfatizou que a transformação digital segue tendências radicais que remodelam o negócio. “As novas empresas surgem têm base em dados, e as atuais precisam se adequar a essa realidade para ter novas formas de obter receita”. Em linha com Nóbrega, Klajner ressaltou a

importância de se realizar a manutenção da cultura organizacional da empresa antes de se fazer a transformação digital e a cultural.

 

O segundo painel, com exposição de Carlos Safini e Pedro de Godoy Bueno, abordou a “cultura interna frente à inovação”. Safini defendeu a transformação digital com impacto direto no cliente e explicou que, no caso da Kroton, a missão é conceder plataformas acessíveis que possam chegar a alunos de todos os cantos do país. O objetivo é se tornar o maior ecossistema de startups da educação, com unificação de canais de atendimento, redução na fricção e nas demandas nas secretarias acadêmicas.

 

Já Pedro de Godoy Bueno trouxe o ponto de vista das tecnologias a partir da perspectiva de saúde, no campo de diagnósticos. “Aliando as tecnologias de dados aos diagnósticos, é possível criar modelos de predição. Identificamos, por exemplo, milhares de pacientes que já estavam pré-diabéticos e provavelmente não têm conhecimento dessa condição. A ideia é que os resultados desses exames cheguem diretamente ao médico responsável, tornando possível reduzir os riscos de agravamentos de quadro”. Além disso, defendeu que a transformação digital deve englobar investimentos, parcerias, treinamento, mudanças de mindset e equipes multidisciplinares.

 

No último painel, moderado por Roger Ingold, presidente do LIDE Tecnologia, Paul Daugherty, CTO da Accenture Global, mostrou o quanto a Inteligência Artificial acelerou o desenvolvimento de outras tecnologias e aplicações, e principalmente como ela vai mudar o modo de se fazer negócio nos próximos anos. Para o executivo, ainda existem mitos que devem ser desvendados. “Muito se fala que a IA vai tirar empregos, mas em toda revolução pelas quais a humanidade passou, o número de empregos criados foi duas vezes maior do que os extintos. Temos desafios pela frente, como a qualidade e o aprendizado da tecnologia, a veracidade desses dados e a falta de limites para inovação”, finalizou Daugherty.

CDN - Comunicação Corporativa

PublicidadeRodapéSP.jpg