notícias
covid-19

Novo coronavírus amplia a preocupação com o controle

de qualidade na indústria farmacêutica

Contaminação cruzada, contaminação por partículas e troca ou mistura de produto estão entre os  principais riscos

enfrentados pelo segmento

À medida que cresce o número de casos da COVID-19, os desafios e as exigências do controle de qualidade na indústria farmacêutica também aumenta. Além da busca por vacinas, diagnósticos e tratamentos contra o coronavírus, as empresas deste segmento tem um importante papel na garantia do fornecimento de medicamentos e, por este motivo, seguem na contramão da crise econômica gerada pelo isolamento social.

 

Assim, a rotina operacional do segmento deve se adequar reprogramando a produção, agilizando processos e, principalmente, redobrando os cuidados com a segurança, a higiene e a prevenção de contaminações. “O setor farmacêutico está entre os principais segmentos onde as vantagens e propriedades de uma porta rápida são reconhecidas e amplamente utilizadas. Além da função básica de separar os ambientes internos e externos, o equipamento desempenha o papel de barreira sanitária, garantindo máxima vedação e controle de qualidade para as instalações”, comenta a diretora executiva da Rayflex, Giordania Tavares.

Segundo ela, a RP SL01, é uma das mais utilizadas por esse tipo de indústria, por ser  única porta para sala limpa do mercado brasileiro aprovada em controle de contaminação e resistência a pressões positivas. 

“Com tecnologia patenteada, a solução desenvolvida pela Rayflex possui sensores automáticos de comando que podem funcionar sem o toque das mãos, uma medida essencial na prevenção de contaminações, além de velocidade de aberturas ultra-rápida, evitando a troca de ar e a entrada de impurezas”, explica a diretora. 

Outra vantagem destacada pela executiva e que se tornou um facilitador da rotina nesses tempos difíceis é o design higiênico, com guias laterais lisas, lonas flexíveis e sem barras metálicas, que ajudam a prevenir o acúmulo de sujeiras ao mesmo tempo que facilita a limpeza e a desinfecção. “Esse modelo também é  ideal para ser instalado em eclusas, que são cada vez mais utilizadas no acesso à ambientes limpos e na saída dos ambientes contaminados”, finaliza a executiva.

Sobre a Rayflex

Criada em 1988, a Rayflex Industrial é líder do mercado nacional de portas industriais com fabricação nacional, atuante em todos os estados do Brasil e em alguns países da América Latina nas indústrias alimentícias, farmacêuticas, automobilísticas, metalúrgicas, além de armazéns e centros de distribuição independentes (logística), especializada em porta rápidas, portas para docas e niveladores de docas, desenvolvidos especialmente para isolamento e proteção dos mais variados ambientes industriais.

Fernanda Mendonça / Markable Comunicação