antropologia

Os eternos Muristas

"Conheço as tuas obras: não és nem frio nem quente.

Oxalá fosses frio ou quente! Mas, como és morno,

nem frio nem quente, vou vomitar-te."

Apocalipse 3, 15-16

Com certeza você conhece pessoas que vivem em cima do muro. São as chamadas “muristas”. Elas nunca têm opinião própria e se têm não as revelam antes que todos assumam suas posições. Elas não são contra, nem a favor; muito pelo contrário...

Muristas são as pessoas que não se comprometem, não se envolvem, não colocam sua cara pra bater. Elas estão sempre bem com todos os lados. Mortas de medo de serem criticadas, elas falam sempre no condicional: “seria”; “poderia”; “saberia”, “falaria”, “diria”. Jamais no imperativo.

Elas se dizem “de centro”, “prudentes”, a favor da “terceira via”, “equilibradas” - que é mesmo como vivem, eternamente se equilibrando em cima do muro. São pessoas “mornas”, como classificou o Apocalipse. 

Essas pessoas muristas geralmente são puxa-sacos de autoridades, de chefes, de quem estiver no poder. Elas são ótimas subordinadas para gestores fracos, porque jamais contrariam, jamais se opõem a qualquer ideia. Sempre concordam com o chefe.

Mas não dê a elas uma tarefa que exija firmeza e posicionamento claro. Elas não são de fazer, de executar, de decidir. Elas são procrastinadoras e medrosas e sempre deixarão para depois, num momento melhor, mais apropriado, mais seguro. Elas fazem corpo mole e têm braço curto pedindo ajuda a outras pessoas para que possam culpar por qualquer erro ou fracasso.

Há muristas em todos os lugares e setores da sociedade. Há políticos muristas em partidos muristas, militares muristas, médicos muristas, dirigentes de empresa muristas, jornalistas muristas e até religiosos muristas. Na verdade, essas pessoas são egocêntricas - só pensam em seus próprios benefícios e conveniências. Vivem para si mesmas. Não conte com elas. Como diz o Apocalipse novamente, “quem dera fosses frio ou quente...”.

Pense nisso. Sucesso!