notícias
covid-19

São Paulo, 03 de Fevereiro de 2021

Governo de SP e Prefeitura da capital montam cinco pontos de drive-thru

para vacinação de idosos

Nesta nova etapa da campanha de imunização, mais de 32 mil pessoas acima de 90 anos serão vacinadas na cidade de São Paulo

Coletiva de imprensa realizada no Palácio dos Bandeirantes de São Paulo

O Governador João Doria anunciou nesta quarta-feira (3) ação conjunta do Governo do Estado e da Prefeitura de São Paulo para vacinação dos idosos na capital em sistema drive-thru. Serão criados cinco pontos para garantir conforto ao público acima de 90 anos que começa a ser imunizado a partir da próxima segunda-feira (8).


"Vamos intensificar o programa de vacinação dos idosos de forma segura, organizada e planejada em todo o Estado. Os idosos que não puderem se deslocar para os locais de vacinação, receberão a vacina contra COVID-19 em suas casas", afirmou Doria.


Na capital, os postos serão localizados no Estádio do Pacaembu, na Arena Corinthians, no Autódromo de Interlagos, no Anhembi e na Igreja Boas Novas, na Vila Prudente. Além destes locais, a Prefeitura de São Paulo vai garantir a vacinação dos idosos em uma rede de 468 Unidades Básicas de Saúde espalhadas em todas as regiões da cidade e em 4 Centros Escola do município.


O horário de funcionamento nos drive-thrus será das 8 às 17h. Já nas UBSs, a vacinação será realizada das 7 às 19h. Apenas na capital, a previsão é de imunizar mais de 32 mil idosos acima de 90 anos de um total de 206 mil em todo o Estado.


"Os 644 municípios estão também vendo suas estratégias de vacinação, seja pelo drive-thru ou casa a casa, principalmente para os pacientes acamados. Cada município tem a capacidade de olhar para o seu território e de adotar a estratégia que for melhor para atender a sua população", destacou Regiane de Paula, Coordenadora de Controle de Doenças e Coordenadora do Plano Estadual de Imunização.


Pré-cadastro no site "Vacina Já"


O pré-cadastramento na campanha de vacinação contra a COVID-19 no site "Vacina Já" (www.vacinaja.sp.gov.br) economiza 90% no tempo de atendimento para imunização: leva cerca de 1 minuto para quem preencheu o formulário. Presencialmente, em média, a coleta de informações leva cerca de 10 minutos.


A ferramenta ajuda a agilizar o atendimento e a evitar aglomerações. Não é um agendamento e o uso não é obrigatório para receber a vacina, mas utilizá-la contribui para melhorar a dinâmica dos serviços e a rotina do próprio cidadão. O pré-cadastro pode ser feito por familiares de idosos ou de qualquer pessoa que participe dos públicos previstos na campanha.


Nova remessa


As 587,1 mil doses da Vacina do Butantan que serão utilizadas nesta nova etapa de imunização estão sendo enviadas até hoje (3) do CDL (Centro de Distribuição e Logística), localizado na capital, para os GVE (Grupos de Vigilância Epidemiológica), onde os municípios deverão retirar os respectivos quantitativos. Estas entregas acontecem desde a última segunda-feira (1).


Com esta nova remessa, será possível que a totalidade do público-alvo da fase 1 da campanha, que contempla os trabalhadores da saúde, indígenas, quilombolas, idosos com mais de 60 anos e pessoas com deficiência com mais de 18 anos institucionalizados, seja imunizada. Estas novas doses permitirão que na próxima segunda-feira (8), os idosos acima de 90 anos também possam ser vacinados.


A campanha de imunização contra a COVID-19 em São Paulo tem se desenvolvido conforme a disponibilidade das remessas do Ministério da Saúde. À medida que o governo federal viabilizar mais doses, as novas etapas do cronograma e públicos-alvo da campanha de vacinação contra a COVID-19 serão divulgadas pelo Governo de São Paulo.

Secretaria Especial de Comunicação

São Paulo 24 horas - Para quem vive São Paulo intensamente! - Todos os direitos reservados ®